Forums

Search results: 81

Page: ()   1  2  3  4  5  6  7  8  9  ()
Picture of Admin Moodle
by Admin Moodle - Monday, 11 February 2019, 9:32 AM
 

Cartaz OPE 2018.jpg LOGO_COR-02.png

Está formalmente lançado o Orçamento Participativo das Escolas para 2019.

Esta é uma das boas ideias criadas por este Ministério da Educação que leva alunos do 3.º Ciclo e do Ensino Secundário a pensar em projetos exequíveis para a sua escola.

Pelo terceiro ano consecutivo, os estudantes do 3.º ciclo do ensino básico e do ensino secundário vão poder decidir o que querem melhorar na sua escola. Para isso, precisam de ter uma ideia, reunir apoio e, claro, conseguirem os votos dos colegas! Trata-se de um processo democrático que acontece em cada escola.

Podes apresentar a tua proposta aqui até ao fim do mês de fevereiro ou então entregar na secretaria da tua escola.

No início de março as propostas apresentadas serão avaliadas pelo coordenador do projeto na tua escola, e as que forem validadas ficarão disponíveis aqui.

10 dias antes das eleições será dado início ao debate de ideias. Nesta fase, podem ser organizadas assembleias para apresentar todos os projetos que vão a votos.

Por altura da celebração do Dia do Estudante, os alunos poderão votar e decidir qual a melhor ideia para a sua escola.

O Regulamento deste projeto foi publicado, no Diário da República, em anexo ao Despacho n.º 436-A/2017 e pode também ser consultado aqui, na nova página criada para o Orçamento Participativo das Escolas de 2018.

Podem ser encontrados aqui diversos materiais de apoio e de divulgação ao OPE e aqui as perguntas e respostas sobre este projeto.

Também poderá ver aqui o histórico da edição anterior

 Ver no Jornal Escolar Online Pingos Online noticia sobre ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DAS ESCOLAS - 2019

 

noticia 1.jpg

A solidariedade como motivadora de viagens foi o mote para a prova de aptidão profissional da estudante Raquel Ferreira, a concluir o curso profissional de Turismo Ambiental e Rural na Escola Secundária de Molelos, que resultou num encontro entre estudantes e turistas que optam por praticar a solidariedade e ajudar os outros no seu tempo de férias.

Destinado aos alunos do 9ºano, a alunos do curso profissional de Turismo Ambiental e Rural (11º e 12ºano) e do curso profissional em Animação de Turismo (10ºano), o encontro realizou-se na passado dia 5 de fevereiro no auditório da Escola Secundária de Molelos.

O programa constituído pela apresentação do projeto “Aventura Solidária” da Organização Não Governamental da AMI (Age, Muda e Integra), apresentação de testemunho de Hamilton Costa da associação Ajuda a Amparar e pelo testemunho e experiências de João Filipe, foi do agrado dos participantes.

A riqueza da partilha de experiências, a diferença de olhares sobre as atividades turísticas e o desafio de ajudar pessoas mais próximas ou longinquas do local onde se vive marcaram significativamente todos os participantes.

A escola, a nossa escola, é solidária, atenta e impulsionadora de projetos e atividades propostas e dinamizadas pelos alunos pois acredita que assim crescem como cidadãos e como profissionais.

Picture of Admin Moodle
by Admin Moodle - Wednesday, 19 December 2018, 9:37 AM
 

cabaz.jpg

O Agrupamento de Escolas de Tondela Cândido Figueiredo agradece a colaboração e partilha demonstrada a todos os que participaram na Campanha de Solidariedade "Cabaz de Natal", no âmbito do projeto da disciplina de EMRC em articulação com a Biblioteca Escolar - “Pequenos Gestos, Grandes Ações!”.

Graças ao espírito de solidariedade demonstrado, conseguiu-se distribuir cabazes a muitas famílias de alunos que pertencem ao Agrupamento.

Ainda dentro do espírito de Natal, felicita-se com aprazimento os alunos e seus familiares, pela dedicação e partilha demonstrada na construção dos presépios reciclados, no âmbito do projeto “ Festa da Família”, proposto pela disciplina de EMRC que ajudaram a enriquecer e a ornamentar a nossa escola.

 

 

Ver mais no Jornal Online  Pingos Online sobre CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE "CABAZ DE NATAL"

 

selo_protetor_logo_high_res (1).jpg

 

Logotipo_unesco_escolasassociadas (3).jpg

O Selo Protetor pela Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens ( segundo o regulamento) , o Agrupamento tem que colocar o selo nos documentos oficiais ( folha timbrada que a escola está a tratar) e tem, também, que constar como elemento visual da página do Agrupamento. Esta situação será por um período de 2 anos. Esta continuidade depende das boas práticas ao nível da promoção dos Direitos Humanos das Crianças e da articulação estreita com a CPCJ local/ outras.

Quanto ao logo da Unesco como membro das Escolas associadas( pertencemos a Rede de Escolas associadas da Unesco, desde julho, data em que recebemos o certificado) também tem que ser introduzido nos documentos emanados pelo Agrupamento (já seguiu para se resolver juntamente com o anterior) e colocado na página.

O nosso grande tema é: A Paz e os Direitos Humanos.

Segundo a Unesco, uma Escola Associada da UNESCO pratica um ensino intercultural e deve ser democrática e participativa nas suas estruturas e métodos. Deverá igualmente adotar como critérios o trabalho de equipa, um elevado padrão de qualidade, um ambiente criativo e empreendedor e num sentido ético.

Devem assentar o seu trabalho no pressuposto de que o conhecimento, a familiarização e a colaboração com outros povos e culturas são enriquecedores e vitais. As Escolas Associadas devem constituir uma rede por meio do estabelecimento de elos de comunicação entre si e da organização de encontros. Devem também procurar a colaboração com diferentes parceiros, como por exemplo, entidades oficiais e instituições, ONG, meios de comunicação social, organizações privadas, empresas, etc.

A escola associada compromete-se:

  • A desenvolver atividades inovadoras e elaborar novas abordagens, métodos e recursos pedagógicos para promover a paz e uma educação de qualidade para todos.
  • A tomar parte nas iniciativas da UNESCO, projetos emblemáticos, campanhas, concursos e a testar materiais e projetos pedagógicos
  • A reforçar a cooperação entre as escolas, participando em parcerias e assegurar a partilha de experiências e competências
  • Inspirar-se nos quatro pilares de educação Delors, Aprender a fazer, Aprender a ser, Aprender a conhecer, Aprender a viver juntos
  • A enviar ao Coordenador Nacional um relatório anual sobre as atividades da escola.

A UNESCO recomenda que o certificado seja exposto em espaço visível para toda a comunidade educativa.

 

Foto escola Alerta.JPG

No passado dia 7 de novembro, realizou-se a cerimónia de entrega de prémios do Concurso “Escola Alerta 2017/2018”, organizado pelo Instituto Nacional para a Reabilitação, em Águeda. A Diretora do Agrupamento de Escolas de Tondela Cândido de Figueiredo em nome de todos os alunos e professores envolvidos, recebeu o prémio entregue pela Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes.

A Escola Secundária de Molelos foi a vencedora do 1º Prémio da Categoria 2 deste concurso, com o trabalho intitulado “Brinquedo para a Inclusão: Se Todos Brincarmos Somos + Felizes”. Este Projeto, coordenado pela docente de educação especial, Cristina Simões, sensibilizou e mobilizou os alunos, os professores, os encarregados de educação, o pessoal não docente e a comunidade local para a equidade, em particular, para os direitos humanos. Além do prémio pecuniário e de uma lembrança simbólica, todos os participantes receberam um Diploma, pela qualidade da orientação pedagógica prestada e pelo contributo para a igualdade de oportunidades e melhoria da qualidade de vida das pessoas com deficiência.

Ver no Jornal Online Pingos Online notícia sobre Cerimónia de Entrega do 1º Prémio "Escola Alerta" - ES Molelos

 

 

1.jpg foto3.jpg selo.png

Realizou-se no dia 24 de outubro, em Lousada, a Cerimónia de entrega dos prémios Selo Protetor, iniciativa promovida pela CNPDPCJ (Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens), com o apoio do Fórum GovInt, o Selo Protetor distingue as boas práticas na promoção dos Direitos Humanos das Crianças, desenvolvidas de forma inovadora e que fomentam uma cultura de prevenção.

Na cerimónia que decorreu no Auditório Municipal de Lousada, o concelho mais jovem do país, estiveram presentes a Dr.ª Rosário Farmhouse, Presidente da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens e Pedro Machado, Presidente do Município, a Senhora Secretária de Estado para a Inclusão Dr.ª Sofia Antunes e equipa da CNPDPCJ bem como, os Diretores das escolas premiadas e representantes das CPCJ.

Esta primeira edição foi aberta às Escolas, entidades com competência em matéria de infância e juventude onde as crianças e jovens mais tempo passam além da família. O concelho de Tondela teve o privilégio de ver atribuída a distinção de “Entidade Protetora”, a um dos seus agrupamentos de escolas, tendo sido atribuído ao Projeto do Agrupamento de Escolas de Tondela Cândido Figueiredo – Escola Secundária de Molelos, o prémio SELO PROTETOR, por demonstrar intencionalidade preventiva na proteção e defesa dos direitos humanos das crianças e jovens. Esta distinção para além da honra e do prestígio, é o reconhecimento pelo trabalho feito na prevenção, proteção e melhoria de qualidade de vida dos alunos, investimento da Diretora do Agrupamento, do corpo docente, não docente, pais e entidades da comunidade.

A promoção, proteção e defesa dos direitos humanos das crianças em todos os contextos da sua vida constitui um dos pilares fundadores do desenvolvimento e progresso das comunidades, conforme determina a Convenção dos Direitos das Crianças, ratificada por Portugal pelo que, as CPCJ dos concelhos das escolas premiadas foram igualmente reconhecidas pelo importante papel que desempenham neste processo.

As escolas que receberam esta distinção pelas boas práticas ficam ligadas a um compromisso de aperfeiçoamento e aplicação de medidas transversais no âmbito dos Direitos Humanos da Criança, a ser monitorizado pela Comissão Nacional porque, “ambientes protetores não acontecem por acaso, exigem planeamento, compromisso, acompanhamento e colaboração”. Parabéns a todos os que se envolveram nesta importante iniciativa.

A presidente da CPCJ Tondela

Manuela Aresta

 

- “Como os Pais e Cuidadores de Crianças e Jovens podem ajudar em situações de crise/catástrofe: incêndios, mortes, violência doméstica...”

A 1ª sessão do projeto “Famílias Incríveis” deste ano letivo está agendada para o próximo dia 26 de outubro, na Biblioteca Municipal de Tondela.
Com início às 21:00, o tema a tratar - “Como os Pais e Cuidadores de Crianças e Jovens podem ajudar em situações de crise/catástrofe: incêndios, mortes, violência doméstica...” - enquadra-se nas preocupações e memórias de todos.
Deste modo, foi convidado o Centro de Trauma que é uma unidade do Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra, coordenado pela psiquiatra, Luísa Sales.
Esta entidade pretende promover e difundir o conhecimento sobre a prevenção e a intervenção no trauma psicológico em situações de crise, desastre ou catástrofe e contribuir para a compreensão das reações emocionais das pessoas expostas a estas situações.
Com intenção de dar suporte a todos os que viveram ou vivem situações traumáticas nas suas vidas, o Município de Tondela realiza esta sessão de partilha de experiências e de esperança.

Convite

Click to enlarge image Convite_Famlias_Incrveis_Presidente_Municpio.jpg

 

Hungria0173.jpg

(carregar na imagem)

No âmbito do Projecto Erasmus+ “P.A.N.T.A.R.E.I.” (Promoção das Áreas Naturais, Turísticas e Agrícolas e das Riquezas Enogastronómicas Internacionais) um grupo de professoras e alunos da Escola Secundária de Molelos rumou à Hungria, a fim de participarem no III Encontro do seu projeto Erasmus+, de 8 a 12 de outubro.

Desta feita, a escola anfitriã foi a escola húngara, a Bicskei Csokonai V M Általános Iskola, que recebeu de uma forma maravilhosa professores e alunos das restantes escolas parceiras de Portugal, Espanha, Itália e Hungria.

No âmbito dos objetivos desta deslocação, visitaram-se os espaços mais emblemáticos da cidade de Bicske, bem como outros pontos de interesse da área envolvente e realizou-se ainda uma visita de um dia à deslumbrante capital da Hungria, Budapeste. Professores e alunos tiveram oportunidade de conviver e trabalhar em conjunto sobre os temas do projeto.

Mais uma vez sublinhamos que estes encontros são uma oportunidade singular e extraordinária para os nossos alunos contactarem com povos e culturas diferentes, promovendo deste modo valores essenciais como a tolerância, o respeito e a solidariedade no espaço Europa. É igualmente uma ocasião única para alargar os horizontes dos nossos alunos, bem como dar a conhecer o trabalho que professores e alunos têm vindo a desenvolver no âmbito deste projecto, bem como a nossa escola e a nossa região.

O próximo encontro deste projeto terá, contudo, um sabor muito especial, uma vez que a escola anfitriã será, desta vez, a nossa, a Escola Secundária de Molelos, já em abril de 2019. Mal podemos esperar …

 

BANER.jpg

 

ESCOLA AMIGA DA CRIANÇA

– IDEIAS EXTRAORDINÁRIAS – 1.ª EDIÇÃO | 2017­‑2018

No passado dia 1 de junho, Dia Mundial da Criança, a CONFAP e a LeYa Educação tiveram o prazer de anunciar o vencedor da 1.ª Edição da «Escola Amiga da Criança».

Após um longo período de análise que mereceu a máxima dedicação às mais de 940 candidaturas com projetos incríveis, foram anunciadas no passado dia 25 de maio as ideias distinguidas com o Selo Escola Amiga da Criança 2018.

São 495 projetos distinguidos, um número que nos enche o coração de orgulho, das nossas escolas extraordinárias e de toda a comunidade educativa que as envolve.

O nosso Jardim de Infância de Alvarim foi um dos que foi distinguido com o Selo Escola Amiga da Criança 2018

Conheça as escolas distinguidas com o Selo Escola Amiga da Criança 2018   aqui. 


Conheça todas as escolas participantes na iniciativa Escola Amiga da Criança 2018 aqui.

 
A RBE destaca, neste mês de junho, o projeto "O Som dos Livros"!
Trata-se de um projeto de promoção da leitura e de educação para os media que se desenvolve com alunos, nas bibliotecas escolares. É coordenado pelo Município de Tondela, em parceria com a Rádio Emissora das Beiras que, semanalmente, promove o gosto pelos livros e por múltiplas leituras literárias e/ou informativas.
Page: ()   1  2  3  4  5  6  7  8  9  ()